Notícias

UNIALFA é a primeira instituição de Goiás a oferecer Engenharia de Agronegócios

Publicado em 13/07/2020

A necessidade de modernização para aumentar a produção de alimentos e garantir a preservação dos recursos naturais gera novas oportunidades para profissionais bem qualificados. Como a expansão de orgânicos e ações focadas no aproveitamento sustentável do meio ambiente levaram a UNIALFA ofertar nesse vestibular o bacharelado de Engenharia de Agronegócios.

Por Amanda Costa

O objetivo desse curso pioneiro é formar profissionais detentores de sólida base técnico-científica sobre gerenciamento, administração, garantia da qualidade, tecnologias usadas, sistemas de produção, processamento, manuseio, armazenagem e transporte de produtos agropecuários, contribuindo para o desenvolvimento do setor. Com essa graduação, o profissional pode ser inserido na cadeia produtiva desde os insumos até a mesa dos consumidores.

O Engenheiro de Agronegócios egresso da Melhor Escola de Negócios do Centro-Oeste terá uma formação diferenciada. Além dos conhecimentos específicos sobre logística e comercialização de produtos agroindustriais, terá habilidades e competências também das áreas de Tecnologia e Negócios. Isso irá resultar em um perfil empreendedor do profissional que terá a visão de minimização de perdas e otimização de recursos naturais e financeiros.  

De acordo com o coordenador dos cursos de Engenharia e Tecnologia da Informação da UNIALFA, Juliano Pável o projeto para o curso de Engenharia de Agronegócios surgiu após ser vislumbrado um gap no Brasil. "Do que se trata esse gap: apesar de sermos um país bastante evoluído no aspecto do agronegócios e de termos a Embrapa e muitos outros órgãos de pesquisa na área, existe um nicho que não tem recebido a devida atenção e, aos poucos, tem invadido o seguimento, que é justamente a parte de tecnologias", explica.

Segundo o coordenador existe uma crescente massa de dados com a qual muitos produtores e empresários do ramo não sabem lidar adequadamente. No campo, gado sendo rastreado, colheitadeiras percorrendo as lavouras sem motorista. "Por tudo isso, a UNIALFA sai na frente com um curso que tem bastante demanda no mercado. O intuito é qualificar profissionais com uma visão global das últimas tecnologias aplicadas nesse ramo e que ainda seja capaz de aumentar a produtividade do setor", complementa.

Bacharelado

O bacharelado é voltado para pessoas que estão interessadas em atuar na área de gestão. O curso aborda conteúdos técnicos e científicos relacionados ao processo de produção agropecuária, mas possui enfoque também na área de tecnologia e administração. 

"Tecnologia é algo que tem comandado todas as melhores decisões das grandes empresas. Quem apostar na inovação estará saindo na frente dos outros", enfatiza Juliano Pável.

Após a formação, o bacharel estará habilitado para gerenciar propriedades rurais e empresas agropecuárias, por meio de ações como: definir estratégias de ação e sistemas de produção, dimensionar mão de obra, verificar custos e atuar em todas as etapas da produção agrícola.

Ele pode, ainda, trabalhar na gestão pública para implementar políticas de desenvolvimento agrícola, ser responsável pelas atividades de logística e por negociações com o mercado nacional e internacional.

Engenharia de Agronegócios X Agronomia

O Engenheiro de Agronegócios atua em toda cadeia produtiva rural, desde a gestão e a análise de operações para o preparo e cultivo do solo, controle de pragas, estudo de melhores procedimentos de adubação e irrigação até no planejamento de alimentação/ reprodução de animais e também no manejo dos produtos depois do abate.

De acordo com Juliano Pável o engenheiro de agronegócios não se confunde com o agrônomo. Os dois profissionais se complementam no setor. Nossa proposta é formar um profissional mais generalista, com conhecimento multidisciplinar que permeia áreas como agronomia, tecnologia e gestão, ligando essas áreas de forma a proporcionar a otimização da cadeia produtiva do setor agropecuário.